BIOPAR
BIOSSEGURANÇA EM PARAMAENTAÇÃO
Biossegurança Hospitalar e Paramentação

Doenças como a AIDS e a Hepatite "B", levam obrigatoriamente a um novo conceito de biossegurança no setor médico-hospitalar. O uso de vestimenta descartável durante procedimentos cirúrgicos e não cirúrgicos, podem reduzir até duas vezes a média das possibilidades de infecções hospitalares. Atualmente a existência de doenças como as mencionadas, tem obrigado diversas organizações mundiais a estabelecerem o conceito de "PROTEÇÃO UNIVERSAL", que motiva os profissionais da área médica a adotar procedimentos preventivos com o uso de materiais adequados, aumentando a segurança dos mesmos e dos próprios pacientes e/ou pessoas que circulam nas diferentes dependências. Toda pessoa que ingressa em áreas cirúrgicas e não cirúrgicas, principalmente de emergência, deve ser considerada potencialmente portadora de doenças infecto-contagiosas. A aplicação deste conceito está diretamente vinculada à capacidade econômica de cada instituição, e é dentro desta visão que a Biopar desenvolve materiais 100% seguros, que atende a todos os requisitos, rotinas e possibilidades econômicas de cada cliente.

Explicativo sobre Biossegurança, Paramentação e Equipamentos de Proteção Individual.
"A observância das normas de biossegurança é dever de todos e direito dos pacientes, sendo ainda uma demonstração de respeito à sua integridade, aos demais componentes da equipe de trabalho e a si próprio. Essas normas contribuem para que sejam evitadas a contaminação cruzada e a exposição a riscos desnecessários durante a prática clínica."
 
Paramentação
Corresponde a troca de vestes rotineiras por vestimentas adequadas antes do ato cirúrgico sendo estes acessórios previamente esterilizados. A paramentação diminui ao máximo a presença de bactérias no ambiente por criar uma barreira entre superfícies contaminadas e o campo cirúrgico.
 
Equipamentos de Proteção Individual (EPI): Restringe-se à proteção dos profissionais de saúde e a redução do risco de transmissão de microorganismos.
 
Roupas
Antes de entrar no centro cirúrgico, toda equipe deve trocar de roupa a fim de impedir a veiculação de bactérias.
Gorros e Máscaras: O gorro previne a queda de cabelo e a dispersão de partículas carregadoras de bactérias. A máscara evita a liberação de microorganismos do nariz e da boa ao falar, tossir ou respirar. Cobertura completa do nariz, boca e regiões laterais.
Aventais, Sapatilhas: podem ser totalmente impermeáveis ou com resistência a líquidos. Usa-se as sapatilhas (pro-pé) afim de prevenir a contaminação dos microorganismos que também são carregados nas solas dos sapatos e podem ser liberados no ambiente.
 
Luvas: estabelecem uma barreira impermeável para proteger o paciente e o profissional.
 
Esterilização: é o processo que promove completa eliminação ou destruição de todas as formas de microorganismos presentes: vírus, bactérias, fungos, protozoários, esporos, para um aceitável nível de segurança. A Biopar, utiliza a esterilização pelo Óxido de Etileno,um gás inodoro e sem cor. É um poderoso agente esterilizante com ação bactericida, fungicida, viricida e esporicida, devido a sua capacidade de interferir na síntese proteica.
 
Vantagens:
- Esteriliza materiais sem danificá-los, promovendo um aumento da sua vida útil e proporcionando economia na reposição;
- É utilizado para materiais termosensíveis;
- Em muitas aplicações substitui o calor seco ou vapor;
- É um gás altamente penetrante, com grande difusibilidade e solubilidade.
 

BIOPAR   Biossegurança em Paramentação

E mail: vendas@bioparsjc.com.br - bioparsjc@hotmail.com (12)3931.4876 / (11)3323.1117 / (21)3521.9898